quarta-feira, 20 de maio de 2020

Eu Li: Livros do Augusto Cury


Olá Galera!

Todo ano eu faço uma meta de leitura mas este ano decidi fazer diferente.

A minha meta em vez de ser “ler X livros”, este ano foi “não perder o hábito de ler”. Ou seja, não estipulei um número. Mas isso não dá certo pra todo mundo, pra quem está formando o hábito de leitura, aconselho estipular um número.

O assunto de hoje são dois livros que li, falarei sobre os dois em um post só pois um complementa o outro. E são do mesmo autor, o Augusto Cury!
Os livros são:

Seja líder de si mesmo e Dez leis para ser feliz



Vou começar falando do:

Seja líder de si mesmo
O maior desafio do ser humano



Se compararmos a mente humana com o mais belo teatro, onde se encontra a maioria dos jovens e adultos? No palco, dirigindo a peça, ou na plateia, sendo espectador passivo dos seus conflitos, perdas e culpas? Onde você se encontra? (…) Saia da plateia! Entre no palco! Seja líder de si mesmo...”

O intuito desse livro é que as pessoas “saiam do lugar”, que vão em busca de seus sonhos, saia da zona de conforto e mude aquilo que incomoda. E para isso, ele faz uma analogia com uma peça de teatro em que o leitor é o protagonista. Achei bem interessante e fácil de entender o que o autor queria passar.

E sobre o segundo livro:

Dez leis para ser feliz
Ferramentas para se apaixonar pela vida



Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, perdas e frustrações. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.”

É bem o que se diz no nome, são 10 coisas para se fazer quando quer ser mais feliz. 
Há então uma regra para ser feliz? É claro que não! A felicidade é muito do psicológico da pessoa. 
Exemplo: Às vezes estamos infelizes porque estamos estressados e sobrecarregados (o que estamos vivendo faz nos sentir assim, não é mesmo?), no livro diz que diante disso você deve respirar fundo, ir com mais calma, descansar. A pessoa irá de desestressar e poderá ver as coisas boas em todas as áreas da vida.

Acho que deu pra perceber pelas fotos que os dois são livros de bolso, tamanho legal para levar na bolsa ou na mochila.
Tati, você sentiu falta de ser livro de tamanho normal? Achou que foi cortada alguma parte importante para virar livro de bolso?
Geralmente, eu não gosto de livro de bolso, gosto de detalhes, saber toda a história. Mas neste caso, achei o tamanho ideal. Foram livros objetivos, sem enrolação. E não senti falta de nenhuma parte cortada.

Editora: Sextante

Adquiri os livros pelo folheto Avon.

Ler é uma ótima distração durante o isolamento social!
O que você está lendo?

Até o próximo post,

Beijos 

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Eu Assisti: Março 2020 - Parte 2


Olá Galera!

Como prometido, voltei com a segunda parte dos filmes que Eu Assisti no mês de Março.
A primeira parte está Aqui! 

E os filmes foram:

A menina e o leão



Ano: 2018
Gênero: Família / Aventura
Duração: 1h 39m
Atores principais: Daniah De Villiers, Ryan Mac Lennan, Melanie Laurent e Langley Kirkwood
Aprovação: 94 %

Sinopse: Mia é uma jovem de 14 anos que desde pequena tem uma profunda amizade com Charlie, um leão branco da fazenda de sua família. Quando seu pai decide vender Charlie para caçadores de troféus, Mia não vê outra opção além de fugir com o leão e salvá-lo.


Um olhar do paraíso



Ano: 2009
Gênero: Drama/ Mistério
Duração: 2h 15m
Atores principais: Saoirse Ronan, Stanley Tucci
Aprovação: 92 %
Oscar: Indicação a melhor Ator Coadjuvante (Stanley)

Sinopse: Susie Salmon está voltando para casa quando é assassinada por George Harvey, um vizinho que mora sozinho. Os pais de Susie, Jack e Abigail, inicialmente se recusam a acreditar na morte da filha. Em meio às investigações, a polícia conversa com George mas não o coloca entre os suspeitos, mas a família passa a desconfiar dele. Susie, que agora está em um local entre o paraíso e o inferno, observa a situação e lida com o sentimento de vingança e a vontade de ajudar sua família a superar sua morte.


Fratura



Ano: 2019
Gênero: Thriller
Duração: 1h 40m
Atores principais: Sam Worthington, Lily Rabe e Lucy Capri
Aprovação: 83%

Escolhi esse filme porque muita gente estava falando bem. Achei decepcionante!

Sinopse: Dirigindo pelo país, Ray (Sam), sua esposa e filha param em uma área de descanso da estrada, onde a filha cai e quebra o braço. Depois de uma corrida frenética para o hospital e um confronto com a enfermeira, Ray finalmente consegue ser atendido. Enquanto a esposa e a filha descem para uma ressonância magnética, Ray, exausto, desmaia em uma cadeira no saguão. Ao acordar, eles descobrem que não têm nenhum registro no hospital, como se nunca tivessem passado por lá.


Corajosos



Ano: 2011
Gênero: Drama
Duração: 2h 10m
Atores principais: Alex Kendrick, Ken Bevel, Kevin Downes, Robert Amaya e Ben Davies
Aprovação: 90 %

Bonita história.

Sinopse: Quatro policiais questionam sua fé e seu papel como pais e maridos após uma tragédia que acontece próximo a eles. Juntos, eles tomam uma decisão que muda suas vidas.


Você tem alguma dica boa de filmes na Netflix? Deixe nos comentários.

Sei que todo mundo já sabe mas não custa lembrar:
Estamos passando por uma pandemia então se você puder, fique em casa!

Até o próximo post,

Beijos

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Eu Assisti: Março 2020 - Parte 1


Olá Galera!

Já contei quais os filmes assisti nos meses de Janeiro (Aqui! ) e Fevereiro (Aqui! ).

Em Março eu assisti 8 filmes, pra não ficar um post gigante e cansativo, dividi em duas partes.
Essa é a primeira, esses foram os filmes:

O Pequeno Príncipe



Ano: 2015
Gênero: Animação
Duração: 1h50m
Aprovação: 93%

Sim! Um filme sobre aquele livro infantil que muitos já leram e amam, inclusive eu.

Sinopse: A Pequena Garota encontra o excêntrico Aviador, que a introduz ao mágico mundo do Pequeno Príncipe. Neste mundo em que tudo é possível, a Garota aprende a redescobrir sua infância.

Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas



Ano: 2004
Gênero: Fantasia/Drama
Duração: 2h 5m
Atores principais: Ewan McGregor, Albert Finney e Billy Crudup
Oscar: Indicação a Melhor Trilha Sonora Original
Aprovação: 88%

É um filme divertido e esquisito. O que mais achei interessante foi o final (sem spoilers) que fez uma sutil homenagem a Tim Burton (o diretor do filme).

Sinopse: Quando Edward Bloom fica doente, seu filho William viaja para ficar com ele. William tem uma relação tensa com Edward porque seu pai sempre contou histórias exageradas sobre sua vida e William sempre achou que ele nunca disse a verdade. Mesmo no leito de morte, Edward narra histórias fantásticas. Quando William, que é um jornalista, começa a investigar os contos de seu pai, ele começa a entender o homem e sua mania de contar histórias.

A Casa do Lago



Ano: 2006
Gênero: Romance/ Fantasia
Duração: 1h 45m
Atores principais: Keanu Reeves e Sandra Bullock
Aprovação: 91%

Um romance bem levinho.

Sinopse: Uma médica solitária vai morar numa linda casa na beira de um lago, apaixona-se por um arquiteto frustrado, que troca de bilhetes com ela pela caixa de correio da casa onde ela mora. Quando eles descobrem que estão vivendo no mesmo dia, mas com dois anos de diferença, eles resolvem desafiar o tempo e tentam descobrir qual é o mistério atrás do incrível romance deles.

A História Verdadeira



Ano: 2015
Gênero: Mistério/ Thriller
Duração: 1h39m
Atores principais: James Franco e Jonah Hill
Aprovação: 79%

Baseado em uma história real. A tentativa de fazer um mistério não deu certo.

Sinopse: Michael Finkel, jornalista do "New York Times", perde o emprego quando é revelado que ele não foi totalmente honesto em uma reportagem de capa. Seu mundo desmorona ainda mais quando ele descobre que foi vítima de roubo de identidade: um homem chamado Christian Longo assume o nome de Finkel e é acusado de assassinar sua própria família. Com a intenção de reconstruir sua reputação, Finkel se encontra com Longo para ouvir a sua história.

Sessão cinema é uma ótima dica para a quarentena. Recomenda algum filme?

Todos os filmes assisti pela Netflix.
Não é publi!
Tem interesse em parcerias? Entre em contato blogtatitavres@gmail.com

Até o próximo post,

Beijos

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Pra Todo Lado: Tie Dye


Olá Galera!

As tendências de moda seguem aquilo que estamos vivendo. Por exemplo, quando estávamos na correria, queríamos algo confortável e estiloso então os tênis brancos ganharam as ruas (falei Aqui! ).

O assunto de hoje surgiu com o movimento hippie, ganhou mais espaço e é muito ligado aos símbolos de amor e paz. Estou falando do:

Tie Dye



Tie Dye significa amarrar e tingir, o jeito básico de fazer essa estampa.

Seguindo os dias atuais, essa estampa pode ser feita em casa, a dica é buscar vídeos de DIY e fazer sua própria peça com a estampa Tie Dye, é um ótimo jeito de se passar o tempo na Quarentena.

A estampa é abstrata e suas cores trazem descontração, liberdade e a alegria dos hippies. Acredito que deve ganhar força na temporada Primavera/ Verão.
Inspire-se nessa estampa em diversos ambientes:

  • Roupas (o jeito mais comum de usar essa estampa):







  • Moda Praia:




  • Acessórios:






  • Decor:





  • Outros:





Você gosta da estampa Tie Dye? Tem alguma peça com essa tendência?

Até o próximo post,

Beijos

domingo, 22 de março de 2020

Eu Assisti: Fevereiro 2020


Olá Galera!

Estou de volta com a série Eu Assisti falando agora sobre o mês de Fevereiro.
Pra quem não sabe do que estou falando, basta ler este post Aqui! 

Em Fevereiro, assisti somente 2 filmes e 1 documentário, todos pela Netflix. Foram eles:

Dois Papas



Ano: 2019
Atores Principais: Anthony Hopkins e Jonathan Pryce
Duração: 2h 06m
Faixa etária recomendada: + 12
Oscar: Indicado a Melhor roteiro adaptado, Melhor Ator (Jonathan Pryce) e Melhor ator coadjuvante (Anthony Hopkins)

Eu gostei bastante das atuações e da semelhança dos atores com os reais Papas; Principalmente o do Papa Francisco. 
Vale dizer que fala sobre um assunto católico porém o filme mostra muito sobre a diferença das pessoas desde pensamento até o comportamento.

Sinopse: Buenos Aires, 2012. O cardeal argentino Jorge Bergoglio (Jonathan Pryce) está decidido a pedir sua aposentadoria, devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI (Anthony Hopkins) tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um.

A Teoria de Tudo



Ano: 2014
Atores Principais: Eddie Redmayne e Felicity Jones
Duração: 2h 04m
Faixa etária recomendada: + 10
Oscar: Indicado a Melhor roteiro adaptado, Melhor Trilha sonora original, Melhor atriz, Melhor Ator e Melhor Filme.
Oscar Prêmios: Melhor Ator (Eddie Redmayn)

Baseado em fatos reais. 
Bem interessante a história porém senti muita falta de imagens reais do Stephen Hawking, o que iria enriquecer bastante o filme.

Sinopse: Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wide e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos.

Democracia em Vertigem



Ano: 2019
Duração: 2h 01m
Faixa etária recomendada: + 12
Oscar: Indicado a Melhor Documentário

Um documentário político. Não vou entrar em detalhes para não ter discussão. 
Mesmo já sabendo de tudo que aconteceu, temos uma visão diferente da que tínhamos na época. 
Vai mudar sua posição política? Duvido muito. 
Um documentário brasileiro indicado ao Oscar, mesmo não tendo levado o prêmio, vale ser assistido.

Sinopse: Documentário político e memórias pessoais se misturam nesta análise sobre a ascensão e queda de Lula e Dilma Rousseff e a polarização da nação.


E ai? Gostaram das indicações deste post?
O que andam assistindo durante a quarentena?
Me indique filmes ou séries. De preferência com tema bem leve!

Até o próximo post,
Beijos virtuais.

sexta-feira, 20 de março de 2020

Na Moda: Classic Blue - Cor do Ano


Olá Galera!

Quem acompanha o blog sabe que todo ano um dos primeiros posts é o Na Moda contando qual a cor do ano selecionada pela Pantone.

Já estamos na segunda quinzena de Março mas não queria simplesmente pular esse post. Por isso, mesmo atrasada vim contar que a cor de 2020 é a:

Classic Blue 19-4052



O “Azul Clássico” é a cor do céu noturno ao entardecer, que traz calma, serenidade, tranquilidade e relaxamento.

É uma cor que traz a mensagem de confiança. Tanto a confiança, quanto a ideia de ser duradouro e de ser resiliente são as mensagens principais da cor do ano. Ela também vai fazer você se aprofundar no seu próprio pensamento, uma cor meditativa e ao mesmo tempo reflexiva.”
Blanca Lliahnne, Diretora da Pantone no Brasil

Fala sério, com esses tempos de correria, de “sem tempo pra nada”, a Pantone acertou em cheio!

Como é um azul escuro, na decoração o legal é combiná-lo com cores mais claras e deixar ele como destaque. Pode ser o branco, o cinza claro, o rosa bebê, entre outros. Nos acessórios, é mais comum ver combinado com o prata. E Na Moda, você pode ousar misturando com um rosa pink, por exemplo.

Vou deixar algumas fotos para inspiração:

Tapete Vermelho:



Passarelas:



Ruas:





Acessórios:






Decoração:



Home Office:



Beleza:



Casamento:




O que acharam dessa cor? Me conta sua opinião. Eu amei!

Como este post vai ao ar durante a pandemia de Coronavírus é válido ressaltar o aviso de ficar em casa. É o melhor a se fazer no momento em que estamos vivendo. Então, se você puder, fique em casa!

Até o próximo post,

Beijos (virtuais, é claro!).
Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo